Listinha de dia dos pais

glass-mustaches

O dia dos pais está chegando, já escolheu o que comprar para o seu? Se existe um presente que não tem erro é vinho. Selecionei algumas boas pedidas oferecidas pelas importadoras e acessórios divertidos para presentear os pais dos mais variados bolsos, gostos e estilos:

Intocables

  • Las Moras Los Intocables Black Malbec (Baccos, de R$ 115,40 por R$ 103,20)  Elaborado pela já conhecida Las Moras, na Argentina, este Malbec destaca-se pela novidade que já é sucesso no mercado: estagia por 12 meses em ASB (American Standard Barrel), barricas de carvalho americano utilizadas em whisky Bourbon. Para quem gosta de vinhos mais intensos, tem aromas de frutas vermelhas e negras em compota, especiarias doces, baunilha, chocolate e notas defumadas. Encorpado e equilibrado. Vai bem com pratos a base de carnes mais intensas e queijos duros, como parmesão.

 

Footprint

  • Footprint Cabernet Sauvignon (Baccos, de R$ 62,80 por R$ 55,90) Boa opção da África do Sul, este é feito com 100% Cabernet Sauvignon, sem passagem por barricas de carvalho. Médio corpo, taninos macios e fácil de beber.

 

  • Saca Rolhas Laguiole Ultra Premium (magazine Luiza, de R$ 198,00 por R$ 158,40). As peças da Laguiole são desenvolvidas pelos melhores artesãos da França e contam com uma tradição de mais de 200 anos. Um clássico para presentear, vale o investimento.

 

  • Porta Rolha de Vinho Garrafa Red Wine City (mobly, de R$ 259,00 por R$ 149,90) Linda opção de porta rolhas em acrílico, para guardar e colecionar as rolhas do melhores vinhos que apreciou com o paizão. Tem diversas opções de cores e estampas e pode ser pendurado ou ficar em cima de mesa ou aparador.

 

19469

  • Adega para 3 vinhos com porta rolhas (cariocadecor, de R$ 259,90 por R$ 199,90) Mais uma opção de porta rolha, desta vez com espaço para 3 garrafas. Um bom pretexto para guardar as rolhas do que já foi consumido e estocar o que virá a ser recordação depois!

 

Kit armador

  • Kit Odfjell Carmenére (Imp. World Wine, de R$ 155,00 por R$ 117,00) Boa oportunidade para presentear os amantes de Carmenére, este kit vem com duas garrafas do delicioso chileno Armador Carmenére em caixa para presente. Elaborado pela Odfjell, tem médio corpo, com taninos maduros e boa acidez. Vai bem com a carne vermelha grelhada do almoço, com risoto de funghi ou pizzas tradicionais, como margherita e napolitana.

Kit Conosur

  • Kit Conosur em caixa de madeira (Imp. World Wine, R$ 133,00). Mais uma opção de chileno, desta vez da Cono Sur, vinícola que tem toda a minha admiração. Elaborado com uvas de vinhedos localizados no Valle de San Antonio, na costa Pacífica, este Pinot Noir é fresco e elegante. Médio corpo, com taninos macios e boa acidez. Seu final de boca é equilibrado e fresco, e destaca-se por frutas vermelhas maduras, notas de ameixas e toques de tabaco. Vai bem com preparações a base de cogumelos e carnes brancas grelhadas.

Kit Garzon

  • Kit Garzón Barbecue (Imp. World Wine, R$ 218,50) Também da World Wine, este kit é perfeito para os papais fãs de churrasco.  Bem completo, vem com 1 garrafa do excelente tinto uruguaio Garzón Reserva Tannat 2016, azeite extra virgem “colinas de Garzón”, avental, tábua com bandeja, paninho, mix de pimentas com moedor e sal rosa do himalaia grosso, tudo em bonita caixa para presente. Vale o investimento.
Anúncios

Vinho 365 | #65 – Pacha-Mama Torrontés

  • Imagem1Las Moras Pacha-Mama Torrontés, Argentina (Imp. Decanter, R$ 48,60)

Não é a primeira vez que menciono a vinícola argentina Las Moras aqui no Blog, mas vale sempre mencionar o potencial deste produtor. Selecionei mais um rótulo dele para ilustrar este projeto, desta vez falo do Pacha-Mama Torrontés, vinho branco que considero perfeito para os dias quentes, além de super gastronômico.

Relembrando, Las moras foi a primeira vinícola a elaborar grandes vinhos na atualmente prestigiada região de San Juan e trabalha dentro do conceito de “harmonia viva”, respeitando com práticas sustentáveis e orgânicas o meio ambiente e as pessoas. A linha Las Moras é um sucesso em todo o mundo, quer pela explosão de fruta que apresenta, quer pela acurada expressão varietal, apenas sublinhada pela tipicidade de San Juan e por um inteligente toque de madeira, quando necessário.

Como curiosidade, Pacha-Mama é a deidade máxima dos povos indígenas andinos, a “Terra Mãe” em quíchua, símbolo da fertilidade, da criação e da colheita. Os vinhos Pacha-Mama são elaborados com uvas 100% orgânicas, respeitando a terra para dela extrair os melhores frutos.

No nariz, é a elegante definição do varietal Torrontés, com aromas típicos de lichia, frutas tropicais e notas florais. Paladar mais intenso e estruturado, com longo e perfumado final. Ideal com pratos com pegada mais asiática, rico em temperos e sabores. Tempura de camarões e legumes servido com caldo oriental, gyosa com carne de porco e gengibre, excelente com curry de frutos do mar, servido com arroz jasmim.

Vinho 365 | #32 – Las Moras Viogner

  • FotoLas Moras Viognier, Argentina (Bewine, R$ 38,10)

A vinícola já foi mencionada aqui neste blog em outras oportunidades e este branco foi selecionado por representar a diversidade e o potencial da argentina para outras uvas além da tinta Malbec.

Las moras foi a primeira vinícola a elaborar grandes vinhos na atualmente prestigiada região de San Juan e trabalha dentro do conceito de “harmonia viva”, respeitando com práticas sustentáveis e orgânicas o meio ambiente e as pessoas. A linha Las Moras é um sucesso em todo o mundo, quer pela explosão de fruta que apresenta, quer pela acurada expressão varietal, apenas sublinhada pela tipicidade de San Juan e por um inteligente toque de madeira, quando necessário.

Elaborado com 100% da uva Viognier, tem aromas expressivos de pêssego maduro, abacaxi e notas florais. No paladar destaca-se pelo bom corpo e estrutura, sem deixar a boa acidez e o frescor de lado. Ótimo na companhia de pratos indianos de mar, moqueca capixaba, peixes em preparações levemente cremosas e por que não com um creme de cenoura com gengibre?

Vinho 365 – # 02 | Intis Tempranillo Las Moras

Vinho_02

Las moras foi a primeira vinícola a elaborar grandes vinhos na atualmente prestigiada região de San Juan e trabalha dentro do conceito de “harmonia viva”, respeitando com práticas sustentáveis e orgânicas o meio ambiente e as pessoas. A linha Intis é um achado para o vinho do dia-a-dia. Sem passagem por madeira, representam o máximo da fruta. A uva Tempranillo tem se adaptado bem na argentina e só prova que o país é capaz de fazer vinhos gostosos e  agradáveis com outras variedades além da tão conhecida Malbec. No nariz destaca-se pelos aromas de frutas vermelhas maduras e especiarias.

Paladar macio, taninos agradáveis e integrado frescor. Ideal para acompanhar massas em preparações com molhos à base de tomate; costelinha de porco refogada com legumes, peixes gordos (salmão, atum) assados na brasa.

Belo achado dentro desta faixa de preço!

Bruschettas + vinho

A parceria bruschetta e vinho é certeza de sucesso! Este típico antepasto italiano feito com pão levemente tostado, azeite, alho e cobertura variada é versátil e perfeito para receber os amigos. Encontrei novamente no site vamos receber três receitas de bruschettas deliciosas: de tomate com manjericão, de shitake com queijo brie e de abobrinha com queijo de cabra e mel. Aproveite para preparar estas receitas super fáceis no final de semana, harmonizadas com uma das sugestões indicadas por aqui! 😉

Bruschetta de Tomate com manjericão

bruschetta tomate

Modo de Preparo (1 tomate para cada fatia de pão):

1. Corte o pão italiano em fatias. Mais ou menos na grossura de um dedo.

2. Corte os tomates em 4 partes.

3. Com o dedo, retire a semente.

4. Corte os tomates em cubos.

5. Pique os tomates

6. Em uma panela, aqueça o azeite levemente. Refogue o alho e depois os tomates, por aproximadamente 2 minutos. Não pode deixar o tomate virar molho. Esse passo evita que o tomate caia do pão no momento de servir.

7. Coloque um pouco de azeite no pão.

8. Adicione o tomate, o manjericão e um pouco de sal. Leve ao forno pré-aquecido a 10 minutos a 180 graus e deixe por 5 minutos (tempo do pão dourar).

 

Bruschetta de Shitake com Queijo Brie

bruschetta shitake

 Modo de Preparo (a quantidade sugerida serve 4 pessoas): 

1. Corte o pão italiano em fatias. Mais ou menos na grossura de um dedo.

2. Retire o talo do Shitake.

3. Em uma frigideira, aqueça levemente o azeite.

4. Adicione o Shitake e doure-o dos dois lados.

5. Coloque um pouco de azeite no pão.

6. Adicione o shitake e, depois, o queijo brie. Leve ao forno pré-aquecido a 10 minutos a 180 graus e deixe por 5 minutos (tempo de derreter o queijo e o pão dourar).

 

Bruschetta de Abobrinha com queijo de cabra

bruschetta abobrinha

Modo de Preparo  (a quantidade sugerida serve 4 pessoas): : 

1. Corte o pão italiano em fatias. Mais ou menos na grossura de um dedo.

2. Corte a abobrinha em fatias.

3. Em uma frigideira, aqueça levemente o azeite.

4. Adicione a abobrinha e doure-a dos dois lados.

5. Coloque um pouco de azeite no pão.

6. Adicione a abobrinha.

7. Amasse levemente o queijo de cabra e coloque-o no pão.

8. Adicione o mel. Leve ao forno pré-aquecido a 10 minutos a 180 graus e deixe por 5 minutos (tempo de derreter o queijo e o pão dourar).

 

Gostou? Escolha então um destes vinhos fáceis para acompanhar:

  • MontadoMontado Branco, Portugal (Sup. Extra, R$ 30,35): Elaborado pelo produtor José Maria da Fonseca com as curiosas uvas Alva, Tamarez, Rabo de ovelha na região do Alentejo, é bem leve e com boa acidez, um coringa para acompanhar comidinhas variadas.

 

  • De Martino ChardonnayDe Martino Chardonnay Estate Reserva (Imp. Decanter, R$ 45,10): Para os apreciadores de Chardonnay, este da De Martino é bem equilibrado, com aromas agradáveis de maçã e leve toque amanteigado. Ideal com aperitivos a base de queijos.

 

  • Las Moras Shiraz RoséLas Moras Shiraz Rosé (Imp. Decanter, R$ 33,10): Rosé elaborado na argentina com a uva Shiraz, tem aromas delicados de morangos frescos, floral e de especiarias. De bom corpo, vibrante e equilibrado. Sempre uma boa opção para abrir em dias mais quentes e com aperitivos leves.

 

  • Santa CristinaSanta Cristina Toscana IGT, Itália (Sup. Extra, R$ 48,20): Tinto elaborado na Toscana com 60% Sangiovese e 40% entre Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah, passa por um breve amadurecimento em barricas de carvalho para conferir um pouco mais de estrutura. Um dos italianos mais vendidos por aqui.

 

  • Arrogant FrogArrogant Frog Tutti Frutti Rouge, França (Imp. Decanter, R$ 51,90): Tinto francês de grande aceitação no mercado brasileiro, vai na contramão do que se imagina de vinho francês: fácil, frutado e acessível, é elaborado com as uvas Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Grenache, Merlot, Mourvèdre e Syrah. Ufa! A miscelânea funciona bem e também é sucesso para acompanhar finger foods.

 

 

 

 

 

Malbec World Day!

teaser_muralmalbec_brindis_baja

Repetindo uma notável campanha que teve início em 2011, a Wines of Argentina, órgão responsável pela divulgação dos vinhos do país, celebrou em grande estilo a uva que se tornou símbolo da viticultura no país, e que  promete alcance ainda maior neste ano!

Em sua terceira edição, o Malbec World Day será comemorado simultaneamente em Nova York, São Paulo, Londres, Shangai e Mendoza com artistas grafiteiros, uma vez que a Malbec representa uma “expressão cultural e artística” do país, além de degustações e ações promocionais em diversos pontos destas cidades.

A Wines of Argentina conseguiu elevar a Malbec a status de cool, prova disso é a sua disseminação em todo mundo. Apesar da origem francesa, onde a uva é conhecida por Cot ou Auxerrois, muitos produtores franceses pegaram carona na fama da Malbec argentina e adotaram o termo French Malbec para definição de seus vinhos.

No Brasil, a história não é muito diferente. Sua popularidade é tamanha que serviu até de inspiração para fragrância de perfume! Com imagem fortemente relacionada a custo x benefício, os melhores exemplares costumam ser encorpados, intensos em aromas e sabores, com acidez refrescante e taninos doces e redondos. Combinação perfeita com carnes grelhadas, suculentas, sendo ótima pedida para o churrasco do final de semana.

Para comemorar a data em grande estilo, segue uma seleção de ótimos vinhos feitos com Malbec, a uva que apesar de argentina é a cara do brasileiro! 😉

 

serbal

  • Serbal Malbec, Atamisque (World Wine, R$ 38,00): Considerada “bodega boutique”, tem nas variedades Malbec, Chardonnay e Pinot Noir as principais joias da casa, combinando a força e a autenticidade mendocinas com a elegância e a inspiração francesas. Este Malbec tem aromas de frutas vermelhas frescas e toques florais, bem agradável e harmonioso. Médio corpo, com taninos maduros e elegante e ótimo final de boca.

 

alta vista

  • Alta Vista Premium Malbec , Alta Vista (Casa Santa Luzia, R$ 43,00): Elaborado pelo produtor Alta Vista nos solos de Mendoza, este Malbec é mais estruturado,com aromas de frutas vermelhas maduras e notas de especiarias, resultado do amadurecimento de 12 meses em barricas de carvalho francês e americano.

 

75008_Vinho_Las_Moras_Malbec_750_ml

  • Las Moras Malbec, Finca Las Moras (Imigrantes Bebidas, R$30,99): Las Moras foi a primeira vinícola a eleborar grandes vinhos na região de San Juan, trabalhando dentro do conceito de “harmonia viva”, respeitando práticas sustentáveis e orgânicas nos vinhedos. Bastante frutado, com aromas agradáveis e bastante fresco no paladar.