Vinhos que valem por dois

big_wine_glasses-11963

As festas de final de ano estão se aproximando e está na hora de escolher os vinhos que vão acompanhar as comemorações. Mesa farta, família reunida e muita gente para servir, os vinhos em garrafa magnum são perfeitos para a ocasião. Equivalente a duas garrafas de 750ml, as garrafas magnuns ficam super charmosas na mesa e valorizam o serviço do vinho. Escolha uma destas opções e surpreenda seus convidados!

MG_Chandon

  • Chandon Reserve Brut magnum, Brasil (Vino Mundi, R$ 119,00): A espuma abundante e persistente e o perlage de borbulhas finas, ativas e numerosas, caracterizam esse clássico blend das uvas Chardonnay, Pinot Noir e Riesling Itálico. Aromas agradáveis de maçã verde, cítricos e frutas secas, tem acidez equilibrada e ótimo frescor. Opção curinga de espumante nacional.

MG_Dei Poetti

  • Il Vino dei Poeti Prosecco Treviso DOC Brut Magnum, Itália (Imp. Grand Cru, R$ 114,40): Espumante italiano elaborado com a aromática Glera, antiga Prosecco, tem paladar fresco, delicado e bem equilibrado. Este vinho faz parte da seleção de vinhos Bottega “Vino dei poeti”, literalmente “vinho dos poetas”. Ganhou este nome por causa de um festival anual de poetas realizado nas colinas onde nascem essas uvas deste Prosecco. Evoca a alegria com que poetas, artistas e homens de cultura brinde à vida.

 

MG_Amalaya

  • Amalaya Malbec Magnum, Argentina (Imp. Decanter, R$ 110,30): Delicioso Malbec argentino, tem aromas quentes e maduros de ameixa e cereja, com intensa nota floral de violeta. Exuberante e envolvente, de prazer imediato e intenso.

 

MG_Cisplatino

  • Cisplatino 2009 magnum, Uruguai (Mistral, R$ 90,58):  Elaborado com Tannat e um pouco de Merlot, que amacia a firme estrutura tânica da Tannat. A fruta está muito presente, sendo um vinho potente na boca e com amplos aromas. Um verdadeiro achado, fica ainda melhor acompanhando carnes assadas e massas com molhos mais gordurosos

 

MG_Cambas

  • Cambas Rouge magnum, Grécia (Imp. Vinci, R$ 93,21): Este saboroso tinto grego é elaborado com a emblemática casta Agiorgitiko. Vinho gastronômico, combina um toque aveludado no paladar, notas de frutas maduras e de canela. Uma ótima escolha para descobrir os tintos da Grécia.

 

MG_Fantini

  •  Montepulciano d’Abruzzo DOC 2010 magnum, Itália (Via Vini, R$ 75,00): Elaborado pela Vini Farnese com a uva Montepulciano, tem corpo médio, com taninos redondos e macios. Apresenta um ótimo equilíbrio e final persistente. Acompanha bem uma enorme variedade de pratos em uma mesa farta e descontraída.

 

MG_Principado

  • Principato Cabernet/Merlot Delle Venezie magnum, Itália (Imp. Vinci, R$ 87,23): Este saboroso corte italiano de Cabernet Sauvignon e Merlot da região do Alto Adige é macio e gastronômico. A garrafa Magnum é o sufiente para toda a família e também uma ótima opção de presente.

 

Anúncios

Penne de camarão + Chardonnay

Sempre que consigo faço questão de cozinhar para a família e amigos. É uma delícia receber pessoas queridas em casa, escolher uma receita fácil e saborosa e principalmente, acertar na escolha do vinho que vai regar aquele papo gostoso durante horas e horas. Uma boa descoberta foram as receitas encontradas no vamos receber, site que como o próprio nome diz, reune dicas valiosas para receber bem e agradar os convidados. A última testada foi esta aqui, super fácil de preparar e delicosa na companhia de um branco mais encorpado. Os ingredientes estão abaixo e  a quantidade sugerida serve de 6 a 8 pessoas. Recomendo!

PENNE-CAMARAO

Modo de preparo:

1. Tempere o camarão com sal (ou com molho de alho pronto que já vem com sal) e reserve na geladeira.

2. Numa panela grande, ferva a água com uma colher de sopa de sal. Quando estiver fervendo, jogue um pacote inteiro de Penne.

3.  Minutos antes de começar a fazer o molho, seque o camarão com um pano de prato para retirar o excesso da água. Grelhe o camarão com azeite doce numa frigideira e reserve numa travessa.

4.  Numa frigideira grande, coloque duas colheres cheias de manteiga e cebola picada. Mexa até dourar a cebola.

5. Acrescente o tomate picado e deixe-o ferver até soltar a pele (aproximadamente 2 minutos). Acrescente o molho de tomate.

6. Acrescente o manjericão e o orégano. Mexa mais um pouco.

7. Para finalizar, acrescente 1 lata de creme de leite sem soro, o camarão e 1/2 moi de coentro bem picado, mexa e tampe a panela.

8. Desligue o fogo rapidamente para não cortar o creme de leite.

9. Escorra o Penne e coloque-o numa travessa grande. Acrescente duas colheres de manteiga e mexa o Penne.

10. Acrescente o molho com camarão.

Gostaram? Que tal servir um Penne de Camarão com um destes vinhos no final de semana?

  • petirrojoPetirrojo Chardonnay (Via Vini, R$ 33,00): No nariz o vinho possui agradáveis aromas de frutas tropicais, como abacaxi e maracujá. Paladar fresco e boa persistência. Nada enjoativo, como muitos Chardonnays do Chile costumam ser.
  • lasmorasLas Moras Chardonnay (Imp. Decanter, R$ 33,10): Este Chardonnay é elaborado na argentina e tem  aromas bem nítidos de maçãs e abacaxi maduro e notas de mel. Paladar cremoso e com boa mineralidade, é agradável e convidativo e mais um gole.
  • Robertson WineryRobertson Chardonnay (Imp. Vinci Vinhos, R$ 42,36): Elaborado em um estilo fresco e limpo, o Chardonnay de Robertson é uma bela descoberta entre os brancos da África do Sul, com saborosas notas de frutas maduras.

 

Tente também com:

  • Adobe GewurztraminerAdobe Gewurztraminer (Pão de Açúcar, R$ 58,74): Feito com a aromática uva Gewurztraminer, tem aromas de flores brancas, como jasmins, notas cítricas e toques herbáceos.
  • Claudeval RoséPaul Mas Claude Val Rosé (Imp. Decanter, R$ 45,20): Rosé do Languedoc elaborado com 50% Grenache, 30% Cinsault e 20% Syrah, tem aromas de cerejas maduras e notas florais. Equilibrado, com bela expressão da fruta. Ótima persistência.

 

Para não errar nos queijos e vinhos

cheesewine_01A relação entre queijos e vinhos é uma das mais saborosas na gastronomia e é por isso que combiná-los é sempre um momento especial. Os dois elementos variam de acordo com o terroir onde são produzidos, o que abre um universo de possibilidades de harmonizações. Mas por onde começar?

O primeiro passo é agrupar os queijos por afinidade de sabor, o que facilita bastante a escolha dos vinhos. Os queijos mais comuns são os tipos frescos (derivados do leite de cabra), os queijos de casca branca (como Brie e Camembert), os queijos duros (Parmesão e Grana Padano) e os deliciosos queijos azuis, de sabor acentuado (Gorgonzola e Roquefort).

Para facilitar, confira aqui três combinações saborosas de queijos e vinhos para escolher e preparar no próximo encontro entre amigos nestes dias frios de inverno:

sophenia

Queijos Frescos

Os queijos frescos se caracterizam pela suavidade e grande concentração de acidez. Neste grupo estão, por exemplo, os queijos de cabra, a ricota e o feta, queijos leves e ideais para acompanhar os frescos brancos feitos com a Sauvignon Blanc, como este interessante Sophenia 2 Torrontés/Sauvignon Blanc. Elaborado na Argentina pela Finca Sophenia, tem também a aromática uva Torrontés em sua composição. Fresco e equilibrado, fica perfeito com queijos leves em dias mais quentes:

  • Sophenia 2 Torrontes Sauvignon Blanc (Via Vini, R$ 50,00)

 

primitivo

Queijos Duros

Os queijos curados, típicos da gastronomia italiana, são companheiros inseparáveis das nossas deliciosas macarronadas de domingo. De maturação mais acentuada e textura granulada, como o Parmesão e o Grana Padano, ficam ainda melhores com tintos mais encorpados. O Vivi Primitivo é um tinto italiano de médio corpo, com aromas e sabores frutados e breve passagem por barricas, o que confere um certo toque tostado ao vinho.

 

tabali

Queijos Azuis

De produção mais elaborada, os queijos azuis têm textura úmida, um leve sabor amargo e alto teor de sal – características que podem conflitar com os taninos dos tintos. A clássica parceria com queijos azuis, entre eles o Roquefort e o Gorgonzola, é contrapor o salgado com vinhos doces, como os de colheita tardia. O delicioso Tabalí Late Harvest 2011 (375ml) tem agradáveis aromas de mel e frutas brancas maduras e sua doçura intensa faz o contraste ideal de sabores.

  • Tabalí Late Harvest Muscat 2011 (375ml) (World Wine, R$ 35,00)