Vinho do dia: Bossa Bellini

bossa-6

Bossa Bellini (Imp. Decanter, R$ 45,80)

Bebida emblemática dos verões italianos ganha uma versão deliciosa feita no Brasil pela vinícola Hermann. Produzido 100% com espumante da uva Chardonnay e pequena quantidade de suco de pêssego natural, é ideal para happy hour, como aperitivo antes das refeições, na praia ou à beira da piscina. Adorei a novidade e tenho sempre em casa para receber os amigos.

O Bossa Bellini destaca-se pelos agradáveis aromas florais e de pêssego, sem perder a mineralidade característica. Na boca é fresco e leve graças à perfeita proporção entre espumante e o suco natural adicionado em quantidades pequenas para manter toda vivacidade necessária a um espumante! Seco, equilibrado e persistente.

A origem do Bellini

O Bellini foi criado no épico bar italiano, pelo bartender e fundador Giuseppe Cipriani, que homenageou o famoso pintor renascentista Giovanni Bellini. Considerado um renovador do estilo veneziano, utilizava uma paleta de cores nos tons alaranjados, que serviu de inspiração para a criação do famoso coquetel.

slide-3-harrys-bar-venice-cipriani-bellini-history-cocktail-recipe
Bartender do Harry´s Bar preparando uma fileira de Bellinis

slide-4-harrys-bar-venice-cipriani-bellini-history-cocktail-recipe

Anúncios

Vinho 365 | #276 – Salton Poética Rosé Brut

16-Salton

  • Salton Poética Rosé Brut, Brasil (Sup. Sonda, R$ 42,30)

Espumante rosé elaborado pela Salton, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, é daqueles vinhos curingas para ter na adega e receber os amigos em festas, eventos e reuniões. Feito com as uvas Pinot Noir e Chardonnay em método Charmat, com segunda fermentação em tanques de aço inox, destaca-se pela delicada coloração rosada, brilhante, com borbulhas finas e persistentes. Aromas de frutas vermelhas e notas cítricas, daquelas que refrescam o olfato e instigam o paladar. Na boca é cremoso, leve e refrescante, com um agradável final de boca. Fica ainda melhor se acompanhado com canapés, peixes grelhados com azeite de oliva, especialmente salmão, risoto com frutos do mar e pratos com camarões.

 

Projeto 365 vinhos – #01 | Espumante Salton Evidence

As borbulhas anunciam a chegada de um ano novo, feliz 2015! Que o ano seja repleto de luz, amor, saúde, prosperidade e ainda mais vinhos para abrir e brindar com as pessoas queridas. Assim, sem grandes motivos. Todo dia é dia de celebrar e é isto o que eu desejo à você neste ano que se inicia!

E para provar que isto é possível, vou começar o ano tirando do papel uma ideia antiga: selecionar todo dia, até o final do ano, um vinho de bom custo benefício para você descobrir, degustar e conhecer. O projeto Vinho 365 é para provar que sim, é possível se aventurar por este universo sem precisar ser conhecedor, nem gastar uma fortuna. O vinho fácil, descomplicado, acessível e… diário!

#01 | Espumante Salton Evidence

Não me canso de repetir que o espumante nacional é uma das grandes descobertas deste vasto universo. Os produtores estão investindo cada vez mais neste segmento e os espumantes de entrada são fáceis de agradar, geralmente com bastante fruta no nariz e uma acidez que limpa e refresca o paladar. Este Salton Evidence é um corte de 70% Chardonnay e 30% Pinot Noir, teve parte de seu mosto fermentado e mantido com suas leveduras em barricas de carvalho francês por um período de 6 meses, o que agrega certa cremosidade na boca. Cor amarelo palha com reflexos dourados. No nariz, tem aromas de pão torrado, frutas cítricas, maçãs, notas florais e de baunilha. Tudo bem delicado. Paladar fresco, porém mais persistente do que muitas opções na mesma faixa de preço. Recomendo para abrir uma refeição ou bebericar a longos goles com os amigos.

Um brinde ao ano que se inicia! Cheers!

Novas cores de Chandon Colors Collection

Já estão no mercado as novas taças de Chandon Colors Collection, sempre um sucesso de vendas nesta época do ano.  O pack de Chandon Colors Collection Brut vem com duas novas combinações de cor: laranja com azul escuro e rosa com azul turquesa. Para quem prefere Chandon Rosé, o pack de Chandon Colors Collection Rosé vem com duas taças, uma lilás e outra rosa claro.

Os kits já estão disponíveis nas principais delicatessens, empórios e supermercados de todo o Brasil, como estes listados aqui:

 

Sangrias refrescantes para a primavera

A famosa sangria, tão tradicional na Espanha, é a bebida ideal para acompanhar tardes agradáveis entre amigos. Feita geralmente com vinho tinto leve e fresco, frutas da época e um pouco de água com gás ou espumante, é fácil de fazer, fácil de beber e é perfeita para receber a estação mais colorida do ano. Além disso, para muitos consumidores serve como porta de entrada para o mundo do vinho, já que são atraídos pelos sabores frutados desta tradicional e deliciosa bebida. Selecionei aqui algumas receitas bem legais entre modernas e clássicas encontradas no site Wine Folly, sempre tão citado por aqui e que merece uma visita! 😉

white-peach-sangria

Sangria com pêssegos e cava

  • 750 ml de Cava ou Prosecco (de preferência vinho com boa acidez ou aromático, como Torrontés, Chenin Blanc, Riesling ou Pinot Grigio)
  • ¼ xícara de Brandy ou Triple Sec
  • 2 a 3 colheres de sopa de açúcar
  • 3 a 4 pêssegos
  • Suco de 1 limão
  • Gelo a gosto

Observação: Esta receita é super simples e DELICIOSA! Adicione o brandy e o suco de limão no fundo do jarro. Corte os pêssegos em cubos e adicione gelo. Cubra com Cava ou Prosecco e sirva imediatamente. Conforme descansa, o pêssego vai macerando na jarra e incorporando na bebida.

Sangria com vinho tinto e Grapefruit

  • 750 ml de vinho tinto (vinho frutado de médio corpo como Garnacha, Merlot ou Tempranillo)
  • 1 xícara de suco de grapefruit (toranja)
  • Suco de 2 limões
  • ¼ xícara de açúcar

Sangria com vinho branco

  • 750 ml de vinho branco (de preferência vinho com boa acidez ou aromático, como Torrontés, Chenin Blanc, Riesling ou Pinot Grigio)
  • 1/4 ou 1/2 xícara de açúcar
  • Suco de 1 limão
  • Frutas diversas para decoração (pêssegos, maçãs, cerejas, morangos ou frutas cítricas)

Observação: Você pode utilizar quase todo tipo de fruta para decorar uma sangria de vinho branco. Enquanto algumas receitas sugerem a adição de rum, brandy, vodka ou limoncello, eles optaram por adicionar cava, o que agrega mais acidez e frescor. Use apenas 1/4 de xúcara de açúcar caso prefira bebidas menos doces.

Sangria clássica

  • 750 ml de vinho tinto (vinho frutado de médio corpo como Garnacha, Merlot ou Tempranillo)
  • 1 xícara de soda, água com gás ou espumante para finalizar
  • ¼ a ½ xícara de açúcar
  • Suco de 1 laranja ou 1 limão ou 2 limas
  • Rodelas de limão para decorar

Observação: Na preaça central de Haro, na Espanha (Rioja), você pode encontrar Sangria feita de com um vinho tinto local simples (um blend de Tempranillo e Garnacha), açúcar granulado, água com gás e algumas fatias de frutas cítricas (laranjas, limões ou limas). As sangrias são feitas na hora e servidas em jarros com gelo e uma colher para mexer o líquido e as frutas. Este estilo é bem cítrico e refrescante, e o sabor do vinho fica em evidência. Use apenas 1/4 de xícara de açúcar caso prefira bebidas menos doces.

 

Bossa de primavera

formula-da-bossa-nova

O espumante brasileiro já é motivo de orgulho nacional e vem conquistando o paladar dos consumidores adeptos das borbulhas leves e refrescantes, sem grandes pretensões. Para quem ainda não descobriu as virtudes dos espumantes nacionais, pode provar sem medo, já que há muitas opções interessantes disponíveis no mercado. Um belo exemplo degustado recentemente e que surpreendeu pelo equilíbrio foram os espumantes da linha Bossa, da vinícola Hermann.

A família Hermann trouxe todo o seu know-how de profundos conhecedores de diversas regiões vinícolas do mundo para a esfera da produção de vinhos, apostando no potencial dos melhores terroirs da região sul do Brasil. Compraram em 2009 um vinhedo de grande vocação em Pinheiro Machado, na serra do Sudeste no Rio Grande do Sul, e desde então estão apostando em vinhos tintos e espumantes de excelente qualidade.

A linha Bossa é uma referência aos ritmos da Bossa Nova, que revelou a música brasileira para o mundo, com sua cadência ritmica tropical, sensual e única. No universo do vinho, a vocação de expressar a tipicidade e qualidade do terroir brasileiro. Além de frescos e equilibrados, a linha destaca-se também pelo conceito e pelo ótimo custo-benefício. Impossível não agradar naquele fim de tarde colorido, típico da primavera que se aproxima. Conheça as opções disponíveis no mercado:

  • Bossa nº 1Bossa Nº 1 Brut (Imp. Decanter, R$ 35,60): Elaborado com a uva Chardonnay pelo método Charmat, destaca-se pelos aromas de frutas cítricas, florais e leves notas de pão. Na boca é fresco, equilibrado e persistente. Perfeito com canapés diversos, sushis e sashimis, saladas com frutos do mar e aperitivos em geral.

 

  • Bossa nº 2Bossa N°2 Demi-Sec (Imp. Decanter, R$ 35,60): Também 100% Chardonnay, com aromas de frutas cítricas doces, aromas florais e um toque de mel. Na boca é fresco, levemente adocicado, de acidez equilibrada. Ideal para petiscos, canapés, torradas leves, podendo acompanhar frutas.

 

  • Bossa nº 3Bossa N°3 Brut Rosé (Imp. Decanter, R$ 35,60): Espumante rosé elaborado com as uvas Pinotage, Cabernet Franc e Merlot, tem aromas frutados de frutas frescas, como morango e cereja, notas de pão e flores. Paladar fresco, macio, de moderada persistência. Gostoso com antepastos, frios, sushis e sashimis de atum.

 

  • Bossa nº 4Bossa N°4 Moscatel (Imp. Decanter, R$ 35,60): Feito com as uvas Moscato Bianco, Moscato Giallo e Malvasia, tem aromas agradáveis de frutas tropicais como abacaxi, mel e flores brancas. Ótima acidez, frescor e equilíbrio. Ideal para acompanhar sobremesas à base de frutas, cheesecake com calda de frutas vermelhas. Perfeito com o panettone do final de ano ou no happy-hour.

 

 

As boas compras da Wine Enthusiast

A Wine Enthusiast, tradicional publicação americana de vinhos, divulgou nas últimas semanas sua tão esperada Top 100 Best Buys of 2012. A lista considera os melhores vinhos disponíveis no mercado americano de até US$ 15,00, valor bem interessante se convertermos para a nossa realidade.

Segundo os editores, este ranking é um dos mais diversificados e excitantes entre os já publicados, reforçando a incrível variedade de vinhos acessíveis e de alta qualidade disponíveis no mercado. Confira a relação completa aqui ou se preferir, vá direto nas boas opções disponíveis no Brasil:

BRANCOS:

  • Rapariga da Quinta Branco, Portugal (Wine Commerce, R$ 34,00)
  • Tons de Duorum Branco, Portugal (Menu Especial, R$ 35,90)
  • Rosemount Diamond Label Chardonnay, Austrália (Imp. Vinci, R$ 49,96)
  • Falcoaria Branco, Portugal (Imp. Grand Cru, R$ 59,00)
  • Peñalolen Sauvignon Blanc, Chile (Rei dos Whiskys, R$ 65,09)
  • Nimbus Single Vineyard Sauvignon Blanc, Chile (Vinhocracia, R$ 67,90)

TINTOS:

ESPUMANTE E ROSÉ: