Listinha para o dia dos Pais!

O dia dos pais já chegou, ainda está na dúvida do que comprar para ele? Uma garrafa de vinho é sempre uma ótima escolha: agrada desde os mais exigentes até aqueles que escolhem a bebida somente em ocasiões especiais (como esta!).

E entre tantas opções, de tantas origens e estilos diferentes, como escolher aquela que vai acertar em cheio o gosto dele?

Confira aqui algumas dicas para facilitar a decisão: basta escolher com carinho, escrever um belo cartão, e pronto! Tenho certeza que vai adorar o presente!

 

Vinhos que todo pai adora:

1) Escudo Rojo, Chile (Santa Luzia, R$ 49,80): Excelente tinto chileno, feito pelo famoso produtor francês Baron Philippe de Rothschild. Elaborado com as uvas Cabernet Sauvignon, Carmenére, Syrah e Cabernet Franc, representa bem a riqueza do solo chileno com a tradição francesa na elaboração de vinhos.

2) Tegole Toscano IGT, Itália (Imp. Vinci, R$ 38,80): Tegole é um dos vinhos de melhor relação qualidade/preço da Toscana. Elaborado com a típica uva Sangiovese, agrada em cheio os pais mais tradicionais, que não dispensam um bom vinho italiano.

3) L’Orangerie de Carignan, França (Imp. World Wine, R$ 59,00): Localizado em Bordeaux, o Château Carignan elabora vinhos excepcionais, frutados, finos e aveludados, com tecnologia de Grands Crus e procedentes de um terroir que privilegia a uva Merlot. Ótima opção de bom custo benefício, para os amantes de vinho francês.

 

Acessórios para presentear:

4) Porta vinhos acorrentado (Imaginarium, R$ 69,90): Dando a impressão de que a garrafa está flutuando no ar, este porta vinhos usa o princípio do equilíbrio para segurar a garrafa. Para os papais que gostam de impressionar os convidados!

5) Vacu Vin Preto com duas rolhas (Imp. Expand, R$ 19,80): O Vacu Vin permite retirar o ar das garrafas abertas, que em contato com o vinho, acelera sua oxidação. Acessório bastante útil para os enófilos que não gostam de desperdício e querem apreciar até a última gota.

6) Pen Drive Rolha 4 GB (Imp. Expand, R$ 39,80): Agora é possível armazenar  informações e fotos de vinhos em um pen drive todo estilizado! Em formato de rolha, armazena até 4 gb e é perfeito para fazer bonito na reunião.

7) Kit acessórios de vinho – 4 Peças (Ricardo Eletro, R$ 52,90): Conjunto de acessórios com saca-rolhas, corta gotas, tampa para garrafa e termômetro, em um estojo de madeira ideal para presentear.

8) Corkcicle – deixe seu vinho sempre gelado! (Hypeness, R$ 44,00): Degustar um vinho é sempre um momento de prazer, só não é legal quando não está na temperatura certa. Pensando nisso, a Corkcicle desenvolveu este prático acessório. Feito de gel, só precisa ficar no congelador por 2 horinhas antes de colocá-lo na garrafa e pronto! Depois é só lavar e reutilizar quantas vezes quiser… Bom não?

9) Conjunto de 10 Label Off (Spicy, R$ 56,00): Este simpático kit de películas adesivas permite retirar os rótulos das garrafas sem danificá-los, ideal para guardar os bons vinhos além da memória…

O Bordeaux que cabe no seu bolso

Saiu hoje na coluna do Luiz Horta, colunista que escreve toda semana no caderno Paladar do Estadão, uma matéria show de bola sobre vinhos de Bordeaux que cabem no seu bolso. A matéria na íntegra você encontra aqui, mas fiz um resumão para você não perder tempo e garantir o vinho do final de semana:

Latour, Lafite, Mouton… Cada menção a um desses nomes faz tilintar, imaginariamente, uma caixa registradora, plim, centenas de euros. E, mesmo assim, os grandes châteaux de Bordeaux vendem tudo que produzem.

Antes eram os ingleses, praticamente inventores do que chamam claret, vinhos de Bordeaux evoluídos num estágio de mais de 20 anos na garrafa. Depois vieram os americanos, capitaneados pelo crítico Robert Parker e seu sistema de pontuação até 100, ainda vigente. Mas britânicos e americanos vêm declinando no consumo de vinho.

Hoje o dinheiro está mais nas mãos de russos e chineses – os últimos compraram todo o líquido de rótulos famosos. Mas e os nomes menos conhecidos, as centenas de propriedades espalhadas pelas margens do Garonne, Gironde e Dordogne? Crise.

Eis a vantagem para nós. Podemos beber bordeaux, bons vinhos da região, se arriscarmos nomes desconhecidos. O Paladar descobriu ótimas garrafas abaixo de R$ 100. Selecionei as três que se destacam em sua faixa de preço, uma ótima oportunidade para conhecer o estilo bordalês:

Ch. Gabaron 2009 – (R$ 52, na Vinci). Ligeiro no bom sentido, para beber sem muita teorização. Bem satisfatório pelo preço, com bom porcentual de Cabernet Franc no corte. Um vinho para acompanhar comida.

Ch. La Gatte Tradition 2007 – (R$ 40, na Mistral). Um dos bons produtos do americano Michael Affatato, que comprou um pequeno château na região e faz vinhos para todo dia, sem maior pretensão que matar a sede.

L de Laffitte Laujac 2006, Médoc – (R$ 55, na Grand Cru). Nariz muito atraente, boa acidez, fácil de beber, com vivacidade e elegância. Diz bem o que é um bordeaux para agradar rápido.