Delícias de Páscoa!

colorful-easter-eggs-picjumbo-com (1)

Nada melhor do que bons vinhos para celebrar a Páscoa em companhia da família e dos amigos. Além de ser simbólico nesta data religiosa, o vinho acompanha perfeitamente o cardápio típico da ocasião, repleto de pratos com peixes e o amado chocolate. A escolha do vinho deve levar em consideração os estilos que evidenciem e valorizem o sabor desses alimentos.

O bacalhau, estrela do cardápio, é um peixe de sabor intenso e a combinação perfeita com o vinho dependerá muito da maneira como será preparado. Nas receitas com leite de coco ou cremes, os brancos são mais indicados, especialmente os Chardonnays encorpados e com passagem por carvalho. Quando assado com legumes, os tintos de corpo médio são ideais, já que seus taninos sutis não conflitam com o sal do peixe.

Caso prefira peixes mais delicados, como o salmão, opte pelos vinhos rosados ou tintos leves, especialmente Pinot Noir. Já o linguado pode ser acompanhado por brancos de uvas Sauvignon Blanc ou até mesmo pelo famoso Prosecco.

Além do bacalhau, na Páscoa brilha também o chocolate e patisserie, como as colombas. Nesse caso, os vinhos do Porto são imbatíveis, com doçura e álcool na medida certa para combinar e valorizar o sabor do doce mais amado do mundo!

Confira uma seleção imbatível – e acessível – para acompanhar esta data tão especial:

Para acompanhar o bacalhau:

01MorgadoSilgueiros

  • Morgado de silgueiros branco (Mambo, R$ 39,90) Branco interessante de Portugal, é um blend de Encruzado e Malvazia-Fina, uvas típicas do Dão. Na boca é fresco, equilibrado, com boa estrutura e persistência.

02robertsonwinery

  • Robertson Chenin Blanc ( Vinci, R$ 40,45). Branco delicioso da África do Sul, destaca-se pelo frescor e pelos aromas pronunciados. Chenin Blanc é uma das uvas brancas que melhor se adaptaram ao clima do país, originando vinhos incrivelmente frescos e aromáticos.

03regresso

  • Regresso tinto (mambo, R$ R$ 23,99) Tinto português da região do Dão, tem em sua composição as uvas Touriga Nacional, Alfrocheiro Preto, Tinta Roriz e Jaen. Destaca-se pelos aromas agradáveis de frutas negras maduras e um toque tostado. Na boca é mais ligeiro, com boa acidez e taninos bem redondos, com certa rusticidade típica dos vinhos da região.

Para as demais delícias de Páscoa:

04salton

  • Espumante Salton Series Brut (mambo, R$ 29,90) Espumante nacional feito com as uvas Ugni Blanc e Prosecco, é leve e refrescante e destaca-se pelos aromas cítricos e de flores brancas. Na boca tem boa cremosidade e um agradável retrogosto.

05estreia

  • Vinho Verde Estreia (Extra, De R$ 32,25 por R$ 25,80) Boa opção de vinho verde encontrado em supermercado, é leve, festivo e conta com uma ligeira presença de gás carbónico, que refresca o paladar. Elaborado com Loureiro, Trajadura e Arinto, é leve, festivo, muito aromático e harmonioso. Excelente para servir como aperitivo enquanto preparam a refeição!

05monteclavijo

  • Monte Clavijo Tempranillo (Santa Luzia, R$ 39,00) Tinto espanhol despretensioso e fácil de beber, é um tempranillo com todas as suas virtudes: aromas florais, muita fruta negra fresca e algo de alcaçuz, típico desta variedade. Boa opção da Rioja, região difícil de encontrar vinhos de bom custo benefício.

Para o chocolate e patisserie:

06comenda

  • Comenda Moscatel do Douro ( Extra, R$ 48,90) Boa opção para quem gosta de vinho bem doce, este moscatel do Douro atende as expectativas, sem ser enjoativo devido a sua boa acidez.

 07croft

  • Vinho do Porto Croft Tawny (mambo, R$ 79,97) Clássico para acompanhar chocolate, este Tawny da Croft é elaborado a partir de uma reserva de Portos que foram envelhecidos em cascos de madeira de carvalho. Muito rico em sabor, destaca-se pelo doce aroma com notas de figos e ameixas secas, realçado com um toque de madeiras e especiarias.

08porto

  • Vinho do Porto Santa Luzia Fine Ruby (Santa Luzia, R$ 48,40) De importação exclusiva do empório Santa Luzia, é uma excelente opção de vinho do porto de bom custo x benefício. A classificação Ruby indica um estilo mais frutado, com aromas de frutas vermelhas em compota.
Anúncios

Páscoa pede vinho

Easter_WinePáscoa é sinônimo de bacalhau, chocolate, família reunida e ótimos vinhos para acompanhar tudo isso. Para reforçar ainda mais o espírito festivo e familiar do feriado, selecionei uma receita clássica de Bacalhoada simples de fazer, elegante de servir e muito saborosa no site Panelinha (amo!) e fiz uma seleção de vinhos igualmente deliciosos para você experimentar na companhia de amigos queridos. Mão na massa? Anota aí:

Bacalhau

BACALHOADA 

Site: Panelinha

Ingredientes:

– 800 g de bacalhau em postas
– 2 cebolas
– 2 tomates
– 1 pimentão verde
– 1 pimentão vermelho
– 1 kg de batata
– 1 xícara (chá) de azeitonas pretas sem caroço
– 250 ml de azeite
– pimenta-do-reino a gosto

Modo de Preparo:

1. Numa tigela, coloque o bacalhau e cubra com água. Deixe de molho por 12 horas e troque a água 5 vezes.

2. Corte as cebolas e os tomates em rodelas. Corte os pimentões ao meio no sentido do comprimento. Retire as sementes e corte cada metade em cubos. Corte as azeitonas em quatro no sentido do comprimento.

3. Descasque as batatas, coloque numa panela, cubra com água e adicione 1 colher (chá) de sal. Leve ao fogo alto e, quando ferver, deixe cozinhar por 10 minutos. Para verificar o ponto, espete um garfo, as batatas devem estar macias.

4. Escorra a água e deixe as batatas esfriarem. Corte-as em rodelas de 1 cm de espessura.

5. Em outra panela, coloque o bacalhau dessalgado e cubra com água. Leve ao fogo alto e deixe ferver por 5 minutos. Desligue o fogo e escorra a água.

6. Preaqueça o forno a 180ºC (temperatura média).

7. Num refratário, espalhe o bacalhau e arrume todos os outros ingredientes por cima. Regue com o azeite de oliva e polvilhe com a salsinha. Cubra com papel-alumínio e leve ao forno por 30 minutos.

8. Retire o papel-alumínio e deixe assar por mais 15 minutos. Sirva bem quente.

Para acompanhar:


Bons vinhos para a Páscoa

A Páscoa se aproxima e nada melhor do que bons (e baratos!) vinhos para celebrar esta data em companhia da família e dos amigos. O tradicional almoço de Sexta-Feira Santa, dia especial para preparar pratos diversos de peixes e o famoso bacalhau, é uma ótima oportunidade para experimentar brancos e rosados. Já o domingo de Páscoa pede vinhos mais encorpados, para combinar com a diversidade de pratos e, claro, com os mais variados ovos de chocolate! Anote aí algumas sugestões para acompanhar as principais delícias de Páscoa:

BACALHAU

Como bem dizem os portugueses, “bacalhau não é peixe, bacalhau é bacalhau”. Isto por que o bacalhau é realmente muito diferente de outros peixes, e por isto, em Portugal, a combinação mais tradicional são os tintos leves e frutados, que não passam por madeira. A combinação mais comum por aqui é com vinhos brancos mais encorpados, com passagem por barricas. Evite apenas  os tintos muito encorpados e tânicos, que não combinam com o sabor salgado dos pratos.

– Loios (Branco ou Tinto), Portugal – (Pão de Açúcar, R$29,85)

– Castillo de Molina Pinot Noir Reserva, Chile (Rei dos Whiskys, R$ 33,70)

– Cvne Blanco, Espanha (Imp. Vinci, R$ 53,98)

PEIXES E FRUTOS DO MAR

Opte pelos brancos e rosés para acompanhar os saborosos peixes e frutos do mar servidos na Sexta-Feira Santa:

– Santa Rita 120 Chardonnay, Chile – (Pão de Açúcar, R$ 34,13)

– La Flor de Pulenta Sauvignon Blanc, Argentina – (Imp. Grand Cru, R$ 49,00)

– Altosur Malbec Rosé, Argentina – (Imp. World Wine, R$ 29,00)

CHOCOLATE

O chocolate é considerado uma das combinações mais difíceis para vinhos, por sua intensidade de sabores e texturas. Para a harmonização dar certo, o vinho precisa ser encorpado, com boa estrutura, teor de álcool mais elevado  e uma doçura igual ou superior ao chocolate. Difícil? Nem tanto. Os fortificados, como os vinhos do Porto – especialmente os Tawnys – acompanham bem o sabor adocicado do chocolate e encerram muito bem uma refeição.

Porto Valdouro Tawny, Portugal – (Pão de Açúcar, R$ 53,00)

Mavrodaphne of Patras OPE, Grécia – (Imp. Vinci, R$ 43,73)

O vinho do peru

Um dos maiores desafios durante os preparativos da ceia de Natal é escolher os vinhos que harmonizem com o tradicional peru, entre todos os demais  pratos típicos desta data. Para facilitar este momento, confira algumas opções interessantes para acompanhar as principais delícias natalinas:

Para as entradas, como castanhas, nozes e saladas de maionese:

Para os aperitivos, como as castanhas, nozes, amêndoas e a famosa maionese de Natal, prefira os espumantes brut ou brancos leves com boa acidez, que ajudam a amenizar a sensação de gordura no paladar:

1) Gato Negro Sauvignon Blanc, Chile (Imigrantes Bebidas, R$16,99)

2) Freixenet Tournée Brut, Espanha (Imigrantes Bebidas, R$20,99)

3) Orvietto Docg Piccini, Itália (Imp. Vinci, R$30,25)

4) Andeluna Torrontés, Argentina (Imp. World Wine, R$36,00)

5) Mionetto Vivo Rosé, Itália (Imp. World Wine, R$48,00)

Para acompanhar os peixes e crustáceos:

Para este que é um dos pratos mais tradicionais na ceia de final de ano, os vinhos brancos são a companhia ideal, uma vez que os taninos do vinho tinto podem torná-lo metalizado quando combinados com o sabor marcante e o toque iodado dos pescados. Alguns tintos leves, por outro lado, podem acompanhar perfeitamente peixes com sabores mais intensos. Peixes mais gordurosos vão bem com um vinho com maior acidez, como os brancos elaborados com  Sauvignon Blanc:

1) Luis Felipe Edwards Chardonnay, Chile (Pão de Açúcar, R$19,15)

2) Robertson Chenin Blanc, África do Sul (Imp. Vinci, R$25,18)

3) Altas Cumbres Viognier, Argentina (Pão de Açúcar, R$29,00)

4) Urban Sauvignon Blanc, Argentina (Imp. Vinci, R$29,57)

5) Rio Bio Reserva Pinot Noir, Chile (Imp. Expand, R$39,80)

Para acompanhar pratos à base de bacalhau:

O bacalhau faz parte de diversas datas comemorativas, reflexo da herança cultural deixada pelos nossos amigos portugueses. Tradicionalmente assado em postas, desfiado com batatas ou somente preparado com azeite, pede vinhos brancos mais encorpados, tintos com boa acidez ou tintos mais envelhecidos, já com os taninos bem macios:

1) Grandjó Douro Branco, Portugal (Imigrantes Bebidas, R$24,99)

2) Aurora Reserva Chardonnay, Brasil (Imigrantes Bebidas, R$28,99)

3) Terrazas Alto Chardonnay, Chile (Imigrantes Bebidas, R$33,99)

4) Viña Borgia, Espanha (Imp. World Wine, R$35,00)

5) Rio de los Pájaros Pinot Noir, Uruguai (Imp. Mistral, R$39,71)

Para acompanhar Peru e Chester:

Peru e Chester são aves de carne macia e delicada, que pedem tintos de médio corpo ou brancos mais estruturados. Como esta época do ano é marcada pelas altas temperaturas, os vinhos rosés também são uma ótima alternativa para acompanhar estas delícias natalinas:

1) Petirrojo Merlot, Argentina (Imp. World Wine, R$28,00)

2) Crios Rosé Malbec, Argentina (Imigrantes Bebidas, R$29,99)

3) Duetto Casa Valduga Sangiovese/Barbera, Brasil (Imigrantes Bebidas, R$33,99)

4) Catamayor Viognier Reserva, Uruguai (Imp. World Wine, R$42,00)

5) Château Bel Air, França (Imp. Mistral, R$46,47)

Para acompanhar Tender:

O tender, presença obrigatória nas festas de fim de ano, é muito saboroso e caracteriza-se pelo toque defumado. Na maioria das vezes, o molho do tender é doce, combinando melhor com um tinto leve e cheio de fruta:

1) Tilia Merlot, Argentina (Imp. Vinci, R$26,87)

2) Altosur Merlot, Argentina (Imp. Word Wine, R$29,00)

3) Urban Uco Tempranillo, Argentina (Imp. Vinci, R$37,01)

4) La Vieille Ferme Rouge, França (Imp. World Wine, R$45,00)

5) Poggiotondo IGT Toscana Rosso, Itália (Imp. World Wine, R$48,00)

Para acompanhar Pernil e Leitão

Muito saborosas, os cortes suínos geralmente pedem vinhos tintos mais estruturados, rico em taninos e com boa acidez, para contrapor a gordura. A exceção fica com o lombo e as carnes mais claras, que combinam muito bem com diversas opções de brancos:

1) Tarapacá Cosecha Malbec, Argentina (Imigrantes Bebidas, R$17,99)

2) Postales Del Fin Del Mundo Malbec/Shiraz, Argentina (Imigrantes Bebidas, R$28,99)

3) Château Los Boldos Cabernet Tradition, Chile (Imp. World Wine, R$33,00)

4) Armador Carmenère, Chile (Imp. World Wine, R$39,00)

5) Cusumano Syrah, Itália (Imigrantes Bebidas, R$43,99)

Para acompanhar o doce Panettone, o bolo de reis e a rabanada:

O Panettone nasceu na Itália e é indispensável nas festas de fim de ano, em diversos  países do mundo. Trazido ao Brasil por imigrantes Italianos durante a Segunda Guerra Mundial, é tradicionalmente feito com frutas cristalizadas e uvas-passas, mas já é possível encontrar inúmeras variações, igualmente deliciosas. A melhor opção para acompanhar o Panettone (e os demais doces similares) são os vinhos delicados e levemente doces, como o Moscato d´Asti ou vinhos leves de colheita tardia. Já a rabanada, por ser bastante doce, pede vinhos de sobremesa bem ricos, com bastante açúcar residual, como os vinhos do Porto:

1) Espumante Salton Moscatel, Brasil (Imigrantes Bebidas, R$19,99)

2) Tarapacá Late Harvest, Chile (Imigrantes Bebidas, R$29,99)

3) Porto Messias Ruby, Portugal (Imigrantes Bebidas, R$37,99)

4) Valdouro Tawny, Portugal (Imigrantes Bebidas, R$41,99)

5) Batasiolo Moscato D’Asti (Imigrantes Bebidas, R$43,99)