Peça pela uva: Garnacha

groxaConheça a Garnacha, uva de personalidade forte, como todo espanhol de respeito!

 A Garnacha, uva tinta de origem espanhola, é uma das variedades mais plantadas do mundo, uma vez que consegue se adaptar facilmente em regiões de climas quentes e secos. Uva de muitos nomes pelo mundo, é conhecida como Grenache na França e Cannonau na Sardegna, sendo responsável por vinhos importantes da França, Espanha, Itália e até da Austrália. Na Espanha, a Garnacha é a segunda variedade tinta mais cultivada do país, ficando atrás apenas da emblemática uva Tempranillo.

Mesmo amplamente difundida, seu nome ainda é pouco familiar, quando comparada a uvas consagradas como Cabernet Sauvignon e Chardonnay. Isto por que até algum tempo atrás era considerada uma uva muito alcoólica, cujos vinhos não envelheciam bem e ficava mais interessante quanto utilizada na composição com outras uvas. Hoje, porém, vem fazendo bonito em voo solo e muitos são os varietais de alta qualidade no mercado. Tanto é que existe até um dia para celebrar a uva pelo mundo, o “International Grenache Day” comemorado todo dia 24 de setembro.

Mas o que podemos esperar da Garnacha?

Diferente de vinhos elaborados com a Cabernet Sauvignon, Malbec ou Merlot, a Garnacha oferece tintos com coloração mais leve e delicada. Destaca-se pelos aromas de frutas vermelhas mais frescas, como framboesas, e um herbáceo mais evidente, como alecrim, além de algo de picante. Quando evoluídos, aparecem notas de tabaco e madeira, bem interessantes. Como trata-se de uma uva que se desenvolve em regiões de climas mais quentes e secos, muitas vezes o nível do álcool é elevado, mas os taninos costumam ser bem macios. É preciso certa habilidade do produtor para trabalhar todos estes elementos da Garnacha, mas quando acertam é uma alegria só!

Fonte: wine folly

Você sabia?

Além dos tintos, é uma excelente variedade também para vinhos rosados ou doces fortificados por seu alto nível de açúcar.

♥ É possível encontrar tintos espanhóis de “Garnacha Vieja”, feitos com uvas de parreiras bem antigas (Garnacha Velha), resultando em vinhos escuros, intensos e profundos.

♥ A ilha de Sardenha teve, historicamente, muita influência espanhola. E a Garnacha, como parte dessa herança, também esteve por lá, porém com o nome de Cannonau.

A uva de muitos nomes também pode apresentar diversos sabores, dependendo da região em que é cultivada. Dê uma volta ao mundo com a Garnacha e escolha o seu estilo preferido entre tantas opções!

01legadoMunozLegado Muñoz Garnacha (Imp. Decanter, R$ 57,00) – Este 100% Garnacha é feito em La Mancha, na Espanha, e destaca-se pelos taninos macios e equilibrado frescor. Amadurece somente 3 meses em barricas novas de carvalho americano, que confere aromas discretos de baunilha, coco tostado e especiarias. Vai bem como carne de porco assada e grelhada.

 

03petitsDetoursPetits Détours I.G.P. Pays D’Hérault Collines de la Moure Grenache 2016 (Wine.com, R$ 58,00). O nome é pomposo, mas o vinho é fácil fácil. Elaborado na França, é um Grenache simples, porém leve e bem feito. Tinto frutado, com aromas de especiarias doces, leve e fresco no paladar.

 

04borsaoBorsao Clasico 2015 (Imp. World Wine, R$ 47,00) – Um Garnacha delicioso, de excelente custo x benefício. Um ótimo vinho para o dia a dia, que fica ainda melhor acompanhando pratos de média intensidade .

 

05vinaBravaMiguel Torres Viña Brava Garnacha Cariñena (Pão de Açúcar, R$ 58,50) Este tinto da Miguel Torres é feito com Garnacha e Cariñena, uvas típicas do mediterrâneo. No Viña Brava, o produtor apresenta estas duas cepas em sua forma mais pura, para mostrar o potencial desta interessante combinação. Aromas intensos, com toque de especiarias e frutas vermelhas, tudo com taninos muito agradáveis no paladar.

 

07realCompaniaReal Compañia de Vinos Garnacha 2015 (Imp. Winebrands, R$ 56,00). Outro 100% Garnacha, desta vez de Castilla y León. Produzido sem passagem por madeira, é fácil de beber e acompanha muito bem os embutidos espanhóis.

Para beber mais:

05paulMasDomaine Paul Mas Grenache Noir 2015 (Imp. Decanter, R$ 83,00). Paul Mas é um dos mais relevantes produtores da região do Languedoc-Roussillon, na França, e seu Grenache Noir é uma grata surpresa em seu vasto portfolio. No nariz, destaca-se pelos aromas de frutas vermelhas maduras e especiarias doces. As mesmas impressões se repetem no paladar, com taninos macios, bem equilibrado e com longo final tostado.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s