Os ótimos (e autênticos!) Proseccos do Vêneto

16 out

Em viagem recente pela Itália a convite do Consorzio di Prosecco D.O.C., tive a oportunidade de esclarecer as principais dúvidas relacionadas a este conhecido espumante, muitas vezes (e injustamente) associado a bebida genérica de casamento, de qualidade duvidosa, que nada tem a ver com os frescos e elegantes Proseccos do Vêneto.

Por definição, todo espumante elaborado com a uva Prosecco era classificado dentro desta categoria, independente do país ou região. Porém, a confusão gerada entre “região de origem” e “uva” obrigou o órgão regulamentador local a adotar medidas para diferenciar o Prosecco original dos demais feitos com a mesma uva, porém fora da região delimitada.

Sendo assim, a partir de 2009 a uva foi renomeada para Glera (que ocupa quase 90% dos vinhedos) e o nome Prosecco só pode ser utilizado nos espumantes elaborados nas regiões do Vêneto e Friuli-Venezia-Giulia, dentro de 9 províncias específicas, entre elas Conegliano e Valdobbiadene, ambas localizadas na cidade de Treviso.

Mas o que esperar de um autêntico Prosecco? Quando bem elaborados, são extremamente delicados, com ótimo frescor e aromas de frutas brancas e notas florais. Aliás, todos os processos, dos vinhedos às cantinas, visam preservar o frescor e a acidez das uvas.

Visitar a região de Prosecco é entender a união de um passado histórico com produção moderna e tecnológica, respeitando as origens mas investindo em uma imagem repaginada e acessível. Da próxima vez que for escolher um espumante para celebrar, fique atento ao rótulo e escolha o autêntico, como os selecionados aqui:

  • Prosecco Corte Viola Extra Dry, Itália (imigrantes Bebidas, R$ 26,99): Um dos mais populares Proseccos disponíveis no Brasil, linha de entrada do produtor Canevari. Um dos extra-Dry mais agradáveis do mercado, tem aromas de frutas rancas, como pêssego, e borbulhas finas e persistentes. Bastante fresco, é  considerado um best buy pela mídia especializada.
  • Prosecco Brut Canevari, Itália (Imigrantes Bebidas, R$42,99): Elaborado pelo podutor Canevari, tem borbulhas delicadas e persistentes e aromas delicados de frutas brancas. No paladar é fresco, com notas amendoadas, ideal para aperitivo e entradas leves.
  • Villa Sandi il Fresco, Itália (Imigrantes Bebidas, R$ 40,49): Prosecco também bastante popular no mercado, é elaborado pelo produtor Villa Sandi e segue à risca o estilo de espumantes da região: fresco e frutado, com destaque para aromas delicados de maçã verde.

Uma resposta to “Os ótimos (e autênticos!) Proseccos do Vêneto”

  1. Fabiano Pinheiro 07/11/2012 às 10:09 #

    Já tive a oportunidade de comprar o Villa Sandi, e também o recomendo.

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: