Tag Archives: Peixes

Bons vinhos para a Páscoa

2 abr

A Páscoa se aproxima e nada melhor do que bons (e baratos!) vinhos para celebrar esta data em companhia da família e dos amigos. O tradicional almoço de Sexta-Feira Santa, dia especial para preparar pratos diversos de peixes e o famoso bacalhau, é uma ótima oportunidade para experimentar brancos e rosados. Já o domingo de Páscoa pede vinhos mais encorpados, para combinar com a diversidade de pratos e, claro, com os mais variados ovos de chocolate! Anote aí algumas sugestões para acompanhar as principais delícias de Páscoa:

BACALHAU

Como bem dizem os portugueses, “bacalhau não é peixe, bacalhau é bacalhau”. Isto por que o bacalhau é realmente muito diferente de outros peixes, e por isto, em Portugal, a combinação mais tradicional são os tintos leves e frutados, que não passam por madeira. A combinação mais comum por aqui é com vinhos brancos mais encorpados, com passagem por barricas. Evite apenas  os tintos muito encorpados e tânicos, que não combinam com o sabor salgado dos pratos.

- Loios (Branco ou Tinto), Portugal – (Pão de Açúcar, R$29,85)

- Castillo de Molina Pinot Noir Reserva, Chile (Rei dos Whiskys, R$ 33,70)

- Cvne Blanco, Espanha (Imp. Vinci, R$ 53,98)

PEIXES E FRUTOS DO MAR

Opte pelos brancos e rosés para acompanhar os saborosos peixes e frutos do mar servidos na Sexta-Feira Santa:

- Santa Rita 120 Chardonnay, Chile – (Pão de Açúcar, R$ 34,13)

- La Flor de Pulenta Sauvignon Blanc, Argentina – (Imp. Grand Cru, R$ 49,00)

- Altosur Malbec Rosé, Argentina – (Imp. World Wine, R$ 29,00)

CHOCOLATE

O chocolate é considerado uma das combinações mais difíceis para vinhos, por sua intensidade de sabores e texturas. Para a harmonização dar certo, o vinho precisa ser encorpado, com boa estrutura, teor de álcool mais elevado  e uma doçura igual ou superior ao chocolate. Difícil? Nem tanto. Os fortificados, como os vinhos do Porto – especialmente os Tawnys – acompanham bem o sabor adocicado do chocolate e encerram muito bem uma refeição.

- Porto Valdouro Tawny, Portugal – (Pão de Açúcar, R$ 53,00)

- Mavrodaphne of Patras OPE, Grécia – (Imp. Vinci, R$ 43,73)

O vinho do peru

23 dez

Um dos maiores desafios durante os preparativos da ceia de Natal é escolher os vinhos que harmonizem com o tradicional peru, entre todos os demais  pratos típicos desta data. Para facilitar este momento, confira algumas opções interessantes para acompanhar as principais delícias natalinas:

Para as entradas, como castanhas, nozes e saladas de maionese:

Para os aperitivos, como as castanhas, nozes, amêndoas e a famosa maionese de Natal, prefira os espumantes brut ou brancos leves com boa acidez, que ajudam a amenizar a sensação de gordura no paladar:

1) Gato Negro Sauvignon Blanc, Chile (Imigrantes Bebidas, R$16,99)

2) Freixenet Tournée Brut, Espanha (Imigrantes Bebidas, R$20,99)

3) Orvietto Docg Piccini, Itália (Imp. Vinci, R$30,25)

4) Andeluna Torrontés, Argentina (Imp. World Wine, R$36,00)

5) Mionetto Vivo Rosé, Itália (Imp. World Wine, R$48,00)

Para acompanhar os peixes e crustáceos:

Para este que é um dos pratos mais tradicionais na ceia de final de ano, os vinhos brancos são a companhia ideal, uma vez que os taninos do vinho tinto podem torná-lo metalizado quando combinados com o sabor marcante e o toque iodado dos pescados. Alguns tintos leves, por outro lado, podem acompanhar perfeitamente peixes com sabores mais intensos. Peixes mais gordurosos vão bem com um vinho com maior acidez, como os brancos elaborados com  Sauvignon Blanc:

1) Luis Felipe Edwards Chardonnay, Chile (Pão de Açúcar, R$19,15)

2) Robertson Chenin Blanc, África do Sul (Imp. Vinci, R$25,18)

3) Altas Cumbres Viognier, Argentina (Pão de Açúcar, R$29,00)

4) Urban Sauvignon Blanc, Argentina (Imp. Vinci, R$29,57)

5) Rio Bio Reserva Pinot Noir, Chile (Imp. Expand, R$39,80)

Para acompanhar pratos à base de bacalhau:

O bacalhau faz parte de diversas datas comemorativas, reflexo da herança cultural deixada pelos nossos amigos portugueses. Tradicionalmente assado em postas, desfiado com batatas ou somente preparado com azeite, pede vinhos brancos mais encorpados, tintos com boa acidez ou tintos mais envelhecidos, já com os taninos bem macios:

1) Grandjó Douro Branco, Portugal (Imigrantes Bebidas, R$24,99)

2) Aurora Reserva Chardonnay, Brasil (Imigrantes Bebidas, R$28,99)

3) Terrazas Alto Chardonnay, Chile (Imigrantes Bebidas, R$33,99)

4) Viña Borgia, Espanha (Imp. World Wine, R$35,00)

5) Rio de los Pájaros Pinot Noir, Uruguai (Imp. Mistral, R$39,71)

Para acompanhar Peru e Chester:

Peru e Chester são aves de carne macia e delicada, que pedem tintos de médio corpo ou brancos mais estruturados. Como esta época do ano é marcada pelas altas temperaturas, os vinhos rosés também são uma ótima alternativa para acompanhar estas delícias natalinas:

1) Petirrojo Merlot, Argentina (Imp. World Wine, R$28,00)

2) Crios Rosé Malbec, Argentina (Imigrantes Bebidas, R$29,99)

3) Duetto Casa Valduga Sangiovese/Barbera, Brasil (Imigrantes Bebidas, R$33,99)

4) Catamayor Viognier Reserva, Uruguai (Imp. World Wine, R$42,00)

5) Château Bel Air, França (Imp. Mistral, R$46,47)

Para acompanhar Tender:

O tender, presença obrigatória nas festas de fim de ano, é muito saboroso e caracteriza-se pelo toque defumado. Na maioria das vezes, o molho do tender é doce, combinando melhor com um tinto leve e cheio de fruta:

1) Tilia Merlot, Argentina (Imp. Vinci, R$26,87)

2) Altosur Merlot, Argentina (Imp. Word Wine, R$29,00)

3) Urban Uco Tempranillo, Argentina (Imp. Vinci, R$37,01)

4) La Vieille Ferme Rouge, França (Imp. World Wine, R$45,00)

5) Poggiotondo IGT Toscana Rosso, Itália (Imp. World Wine, R$48,00)

Para acompanhar Pernil e Leitão

Muito saborosas, os cortes suínos geralmente pedem vinhos tintos mais estruturados, rico em taninos e com boa acidez, para contrapor a gordura. A exceção fica com o lombo e as carnes mais claras, que combinam muito bem com diversas opções de brancos:

1) Tarapacá Cosecha Malbec, Argentina (Imigrantes Bebidas, R$17,99)

2) Postales Del Fin Del Mundo Malbec/Shiraz, Argentina (Imigrantes Bebidas, R$28,99)

3) Château Los Boldos Cabernet Tradition, Chile (Imp. World Wine, R$33,00)

4) Armador Carmenère, Chile (Imp. World Wine, R$39,00)

5) Cusumano Syrah, Itália (Imigrantes Bebidas, R$43,99)

Para acompanhar o doce Panettone, o bolo de reis e a rabanada:

O Panettone nasceu na Itália e é indispensável nas festas de fim de ano, em diversos  países do mundo. Trazido ao Brasil por imigrantes Italianos durante a Segunda Guerra Mundial, é tradicionalmente feito com frutas cristalizadas e uvas-passas, mas já é possível encontrar inúmeras variações, igualmente deliciosas. A melhor opção para acompanhar o Panettone (e os demais doces similares) são os vinhos delicados e levemente doces, como o Moscato d´Asti ou vinhos leves de colheita tardia. Já a rabanada, por ser bastante doce, pede vinhos de sobremesa bem ricos, com bastante açúcar residual, como os vinhos do Porto:

 

1) Espumante Salton Moscatel, Brasil (Imigrantes Bebidas, R$19,99)

 

2) Tarapacá Late Harvest, Chile (Imigrantes Bebidas, R$29,99)

 

3) Porto Messias Ruby, Portugal (Imigrantes Bebidas, R$37,99)

 

4) Valdouro Tawny, Portugal (Imigrantes Bebidas, R$41,99)

 

5) Batasiolo Moscato D’Asti (Imigrantes Bebidas, R$43,99)


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 787 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: